Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utiliza

Castelo Branco
sexta-feira
20-10-2017
Chuva Fraca
Máx: 22º
|Mín: 15º

História do Colégio de S. Fiel chegou à capital

22 Set, 2017

A história do Colégio de S. Fiel, em Louriçal do Campo, foi dada a conhecer em Lisboa, com a apresentação do livro “De Seminário para meninos órfãos de ambos os sexos a Colégio de S. Fiel (1852-1910)”.

Da autoria do investigador Leonel Azevedo, o livro tem a chancela da RVJ Editores e é o 1º volume de uma obra que além da história do colégio retrata “elementos de grande importância da educação dos jesuítas em Portugal”, “contribuindo” para a história do ensino dos jesuítas.

Em Lisboa, o livro foi apresentado na Fundação Calouste Gulbenkian, e reuniu várias personalidades ligadas ao Colégio de S.Fiel, como é o caso do ex-Presidente da República, Ramalho Eanes, o atual e o ex-presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, o antigo autarca de Castelo Branco e de Idanha-a-Nova, Joaquim Morão, entre muitos outros.

A obra foi apresentada pelo ex-ministro da Educação, Eduardo Marçal Grilo, que considerou que o livro cumpre “quatro grandes objetivos”.

Eduardo Marçal Grilo, ex-ministro da Educação, que apresentou o livro “De Seminário para meninos órfãos de ambos os sexos a Colégio de S. Fiel”, da autoria de Leonel Azevedo, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Patrícia Pinto |