Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utiliza

Castelo Branco
sábado
30-05-2020
Aguaceiros
Máx: 28º
|Mín: 14º

“Adota” um avô ou uma avó?

14 mai, 2020

A Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento, em Castelo Branco, lançou o programa de voluntariado “Avós Adotados”.

Um projeto que se encontra enquadrado no CLDS 4G - Contrato Local de Desenvolvimento Social 4G -, e que visa a promoção do envelhecimento ativo e apoio à população idosa, com o objetivo de fazer o match entre potenciais voluntários e idosos de forma a combater a solidão e o isolamento social destes últimos.

O programa visa assim angariar voluntários com disponibilidade para adotar um “avô” ou uma “avó” que resida sozinho e que se encontre numa situação de maior vulnerabilidade social. O objetivo passa por, através de um contacto telefónico regular e de uma palavra amiga, estabelecer um laço de proximidade que sirva para quebrar os níveis de isolamento social, como explicou Christelle Domingos, coordenadora do projeto.

Christelle Domingos, coordenadora do “Avós Adotados da Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento, referiu que os voluntários vão ter que apresentar por vários critérios para que não haja segundas intenções.

Com esta ação, a equipa do CLDS 4G espera colmatar situações de isolamento social dos seniores residentes no município de Castelo Branco, contando também nesta linha com o apoio de diversas instituições da rede social do território, para a sinalização destes casos.

Um projeto que, com a atual situação, ganhou uma outra relevância, como acrescentou Arnaldo Brás, presidente da Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento.

Arnaldo Brás, presidente da Amato Lusitano - Associação de Desenvolvimento, a referir que o “Avós Adotados”, pretende assim combater o isolamento, promover o voluntariado e o envelhecimento ativo.

Os interessados poderem inscrever-se no formulário disponível na página de Facebook do CDLS 4G ou para os contactos da associação.

Este projeto é tutelado pelo Instituto de Segurança Social, IP e financiado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego e contará com um período de execução de 36 meses.

Ricardo Pires Coelho |

A NÃO PERDER!

Entrevista Miguel Riscado.jpg

ENTREVISTA

  • Música do Dia

    Farmácia de Serviço

    sábado30-05-2020 Farmácia Reis Rua Dr. João M. Grave, lt 156-r/c
    6000-241 Castelo Branco
    Tel: 272325991
    Serviço Permanente:
    Das 09:00 do dia indicado até às 09:00 do dia seguinte
    Farmácia de Reforço:
    Só aos Sábados das 08:30 às 12:30 horas