Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utiliza

Castelo Branco
quarta-feira
13-11-2019
Chuva Fraca
Máx: 11º
|Mín: 5º

ITSetor quer criar 50 postos de trabalho em Castelo Branco

07 Nov, 2019

Castelo Branco foi a cidade escolhida pelo Grupo ITSetor para instalar o 6º Centro de Desenvolvimento de Software, uma unidade que cria 17 postos de trabalho ainda este ano, mas pretende alcançar os 50 colaboradores até ao final de 2020.

A tecnológica, especializada no desenvolvimento de projetos para a transformação digital do setor financeiro, abriu portas no CEI – Centro de Empresas Inovadoras de Castelo Branco – e representa um investimento de 3 milhões de euros até ao final de 2020.

A ITSetor, tem cerca de 700 colaboradores em território nacional, e escolheu instalar-se em Castelo Branco porque a estratégia da empresa passa por estar próxima das melhores instituições de ensino superior.

Renato Oliveira, presidente do Grupo ITSetor, falava à margem da cerimónia de inauguração do novo Centro em Castelo Branco, que decorreu esta quarta-feira, 6 de novembro.

Quanto ao papel que o Grupo desempenha, Renato Oliveira explicou que a ITSetor desenvolve software de transformação digital para bancos e empresas do setor financeiro, trabalha com jovens diplomados, e pretende captar colaboradores com formação na área da engenharia informática.

O presidente do Grupo ITSetor, Renato Oliveira, disse ainda que o Centro de Empresas Inovadoras de Castelo Branco tem todas as características necessárias para a empresa se instalar.

A chegada do grupo à cidade é, para o presidente do Município, Luís Correia, “uma conquista”, sobretudo pela criação de vários postos de trabalho.

Luís Correia, presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, disse ainda que com a dinâmica de crescimento da empresa ITSetor, e de outras empresas incubadas no CEI, o Município vê-se obrigado a procurar novas instalações para receber mais empreendimentos e captar “jovens de elevada qualificação académica”.

O autarca revelou ainda que as antigas instalações da Guarda Fiscal, na Quinta do Amieiro de Cima, em Castelo Branco, poderão vir a ser o novo espaço do Centro de Empresas.

O presidente da autarquia de Castelo Branco, Luís Correia, falava na cerimónia de inauguração da empresa ITSetor, que chega ao Centro de Empresas Inovadoras para desenvolver projetos digitais para o setor financeiro.

Patrícia Pinto |