Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utiliza

Castelo Branco
segunda-feira
26-08-2019
Aguaceiros
Máx: 30º
|Mín: 17º

Politécnico de Castelo Branco tem impacto de mais de 39 milhões na região

30 Abr, 2019

O Instituto Politécnico de Castelo Branco tem um impacto anual de 39.301.848,84 euros na economia regional, dos concelhos de Castelo Branco e Idanha-a-Nova.

Os dados resultam de um estudo feito por doze institutos politécnicos do país, incluindo Castelo Branco, tendo em conta o levantamento dos gastos realizados por docentes, funcionários, alunos e instituição, incluindo os respetivos visitantes.

No entanto, 80% desse impacto económico deve-se aos gastos dos estudantes, como referiu António Fernandes, presidente do IPCB, esta segunda-feira (29 de abril), em conferência de imprensa que serviu de apresentação do estudo.

António Fernandes, presidente do IPCB, sobre o estudo do impacto direto total do Politécnico na região de Castelo Branco.

Tendo em conta que os estudantes são a faixa que mais percentagem ocupa nesse impacto do Politécnico, Sara Nunes, membro da equipa do IPCB responsável pela participação no estudo, realçou ainda que “cada aluno do IPCB gasta em média mensalmente 436 euros”.

Sara Nunes, membro da equipa do Instituto Politécnico de Castelo Branco responsável pela participação no estudo “Impacto Económico dos Institutos Superiores Politécnicos”.

No decorrer da conferência de imprensa, o presidente do IPCB, António Fernandes, aproveitou ainda para realçar um “equilíbrio muito interessante” por parte da instituição que dirige. Segundo o responsável, por um lado o IPCB é uma das instituições de ensino superior onde o impacto na economia da região é mais elevado, mas por outro, porque Castelo Branco é um dos locais onde é mais barato estudar e viver.

Além disso, António Fernandes referiu que “estes resultados vêm afirmar a missão pública da instituição para o desenvolvimento da economia regional”, tendo também em conta a criação de emprego e a fixação de jovens, e por ser a terceira maior empregadora a nível regional.

António Fernandes, presidente do Instituto Politécnico de Castelo Branco, a sublinhar a importância desta instituição para a dinamização da economia local, tendo por base um estudo que estimou o “Impacto Económico dos Institutos Superiores Politécnicos” em Portugal.

Patrícia Pinto |

Música do Dia

Farmácia de Serviço

segunda-feira26-08-2019 Farmácia Salavessa Av. da Carapalha, lote 37, 38
6000-000 Castelo Branco
Tel: 272322457
Serviço Permanente:
Das 09:00 do dia indicado até às 09:00 do dia seguinte
Farmácia de Reforço:
Só aos Sábados das 08:30 às 12:30 horas