Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utiliza

Castelo Branco
terça-feira
12-12-2017
Céu Limpo
Máx: 12º
|Mín: 0º

Lentiscais recria a lenda da “Crista do Galo”

04 Out, 2017

Recriar a lenda da Crista do Galo é o mote da caminhada que vai ter lugar nos Lentiscais, no concelho de Castelo Branco, no dia 14 de outubro.

O Centro de Dia local promove, pela primeira vez, esta iniciativa com o intuito de reproduzir esta história pois têm pontos em comum, referiu a coordenadora da instituição, Manuela Henriques, durante a apresentação da caminhada.

Uma história que retrata o envelhecimento ativo, tal como o trabalho que o Centro de Dia de Lentiscais promove no seu dia-a-dia.

A recriação da lenda vai contar com a ajuda do Váatão, ao longo do percurso, e também d’Os Chibatas.

Manuela Henriques, coordenadora do Centro de Dia dos Lentiscais, espera que esta seja a primeira de muitas caminhadas “À Crista do Galo”.

A mesma opinião foi expressa por Jorge Neves, presidente da Junta de Freguesia de Castelo Branco. O autarca afirma que é uma atividade não só para os habitantes locais, mas para a todo o concelho e também aos espanhóis.

Desafio lançado aos habitantes do país vizinho e que esperam que seja aceite, com a ajuda da ligação do Rio Tejo.

Uma iniciativa que, como referiu Arnaldo Brás, vice-presidente da Câmara de Castelo Branco, durante a conferência de imprensa, é uma oportunidade de promover a cultura e a história “das nossas gentes”.

Arnaldo Brás, vice-presidente da Câmara de Castelo Branco, durante a apresentação da primeira edição da Caminhada “À Crista do Galo”, a decorrer no próximo dia 14 de outubro.

A iniciativa tem as inscrições abertas até 12 deste mês, através do Centro de Dia dos Lentiscais e dos seus contactos. O preço da inscrição varia entre os 6€ e os 10€, consoante o participante queira ficar para o jantar.

Ricardo Pires Coelho |