Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utiliza

Castelo Branco
terça-feira
07-07-2020
Céu Limpo
Máx: 34º
|Mín: 14º

Cláudia André afirmou que “na floresta do Pinhal Interior nada mudou”

25 jun, 2020

O PSD suscitou, recentemente, um debate parlamentar de atualidade sobre os incêndios de Pedrógão Grande ocorridos há três anos. No início do debate, o PSD apontou as falhas do Governo ao longo dos últimos três anos e, no final da discussão, Cláudia André, deputada do PSD eleita pelo distrito de Castelo Branco, fez notar que nada mudou nos territórios atingidos pelos incêndios que devastaram vários concelhos do Pinhal Interior. Para a deputada “a floresta é a vida dos seus habitantes; seiva e sangue são quase sinónimos; lá o ganha-pão daqueles portugueses depende direta e indiretamente da floresta”.

Durante o debate, a social-democrata recordou que, ao longo dos últimos três anos “muitos foram os documentos publicados e apresentados”, que defendiam que a floresta “terá de ser encarada como uma parte da solução e nunca do problema e para que tal aconteça é fundamental existir reflorestação planeada, só assim a floresta será um dos agentes que contribui estruturalmente para a mitigação dos incêndios”.

Cláudia André questionou o ministro do Ambiente sobre “quantos hectares de floresta foram rearborizados ou plantados nas áreas dos incêndios 2017 com responsabilidade direta do seu ministério?”. Criticando o Governo por se escudar na “desculpa da pequena propriedade e do desordenamento florestal, de há décadas,” a deputada afirmou que o Governo anunciou “promessas sem o fim que nós sabemos que devia ter sido dado”, enquanto aqueles problemas já eram uma realidade na altura das promessas e salientou ainda que as gentes do Pinhal sentem “na pele que nada disto foi feito”.

A social-democrata alertou o ministro do Ambiente reforçando que uma aposta na reflorestação do Pinhal Interior “é apostar no aumento da riqueza do país e ainda apostar numa melhor qualidade ambiental”.

Três anos depois dos incêndios, para Cláudia André, na floresta do Pinhal Interior nada mudou.

PASSATEMPO

Passatempo Norton.jpg

ENTREVISTA

  • Música do Dia

    Farmácia de Serviço

    terça-feira07-07-2020 Farmácia Grave Rua de Santo António, 69
    6000-100 Castelo Branco
    Tel: 272344542
    Serviço Permanente:
    Das 09:00 do dia indicado até às 09:00 do dia seguinte
    Farmácia de Reforço:
    Só aos Sábados das 08:30 às 12:30 horas